Tigers batem Rangers e diminuem diferença na ALCS

Jogando no Comerica Park, os Tigers precisavam desesperadamente de uma vitória para impedir que a equipe de Texas abrisse uma vantagem de 3 jogos. Apesar do susto inicial, o time da casa conseguiu dar a volta por cima e deixou as coisas mais equilibradas na série. Vamos a um breve resumo da partida:

ALCS: TEXAS RANGERS x DETROIT TIGERS (TEX lidera a série 2-1)

-Jogo 3: TEX 2×5 DET
Doug Fister começou sofrendo contra o poderoso ataque dos Rangers, ao ceder três rebatidas simples seguidas e sofrer a primeira corrida da noite. Porém, o susto deu lugar à segurança e Fister conseguiu dominar a lineup adversária pelo resto da noite. Do outro lado, Colby Lewis não teve problemas nas 3 entradas inicias, quando conseguiu 5 strikeouts. A situação mudou quando, no 4º inning, Victor Martinez mandou um home run para o campo direito e empatou a partida. Daí para frente só deu Tigers. Na 5ª entrada, uma rebatida dupla de Miguel Cabrera impulsionou Austin Jackson e virou o jogo. Na 6ª, Johnny Peralta bateu um home run e ampliou a vantagem. A rebatida simples de Andy Dirks selou a saída de Lewis da partida, dando lugar a Koji Uehara, que veio a sofrer 2 corridas (uma na conta de Colby). Na 9ª entrada, Jose Valverde entrou para fechar a partida. Apesar de ceder uma rebatida dupla logo de cara, conseguiu três eliminações seguidas e selou a vitória dos Tigers.
Peça chave: Doug Fister (7.1 IP – 7H – 2R – 3K)

Autor do post

Blog do Beisebol (Guilherme Shiniti)


3 Comentários

  • O beisebol é diferente mesmo .. quando parece que seria um jogo mais tranquilo para o texas nada feito .. toma uma surrinha pelo menos para mim foi um dos jogos mais chatos dos texas que ja vi .. OBS: não torço para ninguem to aprendendo sobre o esporte ainda aceito sugestões em rs..

    Quando dis que a rotação é ruim vc quer dizer que os rebatedores defendendo são um lixo ou ao contario?

    Desculpa a pergunta boba e eu não ussar os termos do beisebol e as estatisticas nos comentarios é pq to aprendendo ..

    • Que isso Gustavo, não tem nada que se desculpar. No começo é difícil mesmo entender o beisebol, tem muitos detalhes e é bem diferente dos esportes mais populares. Mas com o tempo, todo mundo aprende e acaba se apaixonando por esse esporte.
      Bom, quando eu uso o termo “rotação” estou me referindo aos arremessadores titulares (ou seja, o cara que começa o jogo arremessando). No caso dos Rangers, a rotação é composta por CJ Wilson, Colby Lewis, Matt Harrison e Derek Holland. Isso quer dizer que cada dia um deles começa um jogo dos Rangers. Não que eles sejam tão ruins, mas se formos comparar com o ataque e o bullpen (arremessadores que entram no decorrer do jogo e arremessam pouco, os “reservas”), a rotação acaba sendo o ponto fraco dessa equipe do Texas.

      Quanto a escolha de time, isso é muito pessoal. Geralmente, “o time escolhe você”. De repente você tá assistindo um jogo e acaba gostando de tal jogador ou equipe e começa a torcer por aquele time.
      Eu por exemplo torço para o Seattle Mariners e sofro pra caramba! haha
      Aqui no Brasil, o mais popular é o Boston Red Sox. New York Yankees também tem uma torcida considerável. San Francisco Giants e Philadelphia Phillies também tem ficado populares por causa do sucesso recente que tiveram. Aí é questão do seu gosto mesmo hehehe

Deixe uma resposta para Blog do Beisebol Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *